Home » Alvo do Centrão, ministra da Saúde é recordista de convocações na Câmara

Alvo do Centrão, ministra da Saúde é recordista de convocações na Câmara

por Agora Noticias Brasil
0 Comente
alvo-do-centrao,-ministra-da-saude-e-recordista-de-convocacoes-na-camara

Nísia Trindade, ministra da Saúde, é recordista de requerimentos de convocações, envio de informações e convites para audiências públicas na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados em 2023.

Levantamento feito pela CNN aponta que a ministra foi alvo de 35 pedidos do tipo no colegiado, sendo a ministra com mais solicitações do tipo entre os ministros do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

  • Siga o canal “AGORA NOTÍCIAS BRASIL” no WhatsApp

A CFFC é a responsável por opinar e cobrar prestações de contas do Presidente da República e das entidades da administração direta e indireta, incluindo a requisição de informações, relatórios, balanços e inspeções dos órgãos federais.

O colegiado costuma fazer convocações de ministros de todas as pastas para esclarecimentos dos trabalhos corriqueiros e de assuntos específicos.

Depois de Nísia, o segundo ministro mais demandado é Fernando Haddad, da Fazenda, com 32 convocações. Flávio Dino, futuro ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, foco de críticas e ataques constantes da oposição, teve 27 convocações.

Alvo

A administração de Nísia é alvo de fogo do Centrão desde o começo do mandato. A pasta da Saúde é a que detém mais verba do orçamento federal e tem um poder de destinação de recursos muito rápido. Isso desperta o interesse dos parlamentares, que veem na pasta uma oportunidade de beneficiar diretamente suas bases eleitorais.

Desde que tomou posse como presidente, Lula é cobrado a indicar para a Saúde um nome que tenha a simpatia do bloco do Centrão. O presidente, porém, já reforçou várias vezes a confiança na capacidade da ministra e nas entregas que ela tem feito.

Nesta semana, em meio à disputa sobre o controle do orçamento e emendas parlamentares entre Executivo e Legislativo, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e líderes da Casa questionaram a ministra da Saúde, Nísia Trindade, sobre a aplicação e distribuição de recursos pela pasta.

Apesar dos mais de trinta requerimentos de convocação e solicitação de informações na CFFC, nenhuma delas trata dos critérios para a distribuição de verbas às ações da saúde.

Os assuntos mais frequentes dos chamamentos foram o Programa mais Médicos, a adoção de distribuição de vacinas no Programa Nacional de Imunização (PNI), contratações sem licitação e o 1º Encontro de Mobilização da Promoção da Saúde no Brasil, que ganhou repercussão por causa de apresentação de danças eróticas.

  • Lista de setores liberados para trabalhar em feriados deve ter cerca de 200 atividades; veja quais
  • As evasivas da Funcef sobre ir ao STF contra suspensão de multa da J&F

O Ministério da Saúde tem até 8 de março para responder às perguntas sobre a composição dos recursos e os critérios para a distribuição de verbas às ações da saúde de atenção primária e atenção de média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar.

Em declaração a jornalistas na última quarta-feira (7), a ministra disse que “o requerimento será respondido”. “Como respondemos a todos que vem da Câmara, mas, sendo do presidente da Casa, é claro que indica o interesse do parlamento, que é nosso também, de esclarecer sobre critérios de alocação”. Nísia pontua que Lira “não fala sobre emendas nesse requerimento”.

CNN

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados