Home » Caso Bruno e Dom: Ministério Público Federal abre denúncia e 5 tornam-se réus | CNN Brasil

Caso Bruno e Dom: Ministério Público Federal abre denúncia e 5 tornam-se réus | CNN Brasil

por Maria Clara Alcantara
0 Comente
caso-bruno-e-dom:-ministerio-publico-federal-abre-denuncia-e-5-tornam-se-reus-|-cnn-brasil

Outros cinco homens tornaram-se réus por participarem na ocultação dos corpos do indigenista Bruno da Cunha Araújo Pereira e do jornalista Dominic Mark Philips em junho de 2022.

A Justiça Federal recebeu a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) no último dia 10 de junho. Veja o nome dos réus:

  • Francisco Conceição de Freitas
  • Eliclei Costa de Oliveira
  • Amarílio de Freitas Oliveira
  • Otávio da Costa de Oliveira
  • Edivaldo da Costa de Oliveira

Dos cinco réus, quatro vão responder por corrupção de menor, já que Francisco Freitas tinha menos de 18 anos na época do crime.

A denúncia do MPF não inclui Amarildo da Costa Oliveira e Jefferson da Silva Lima, porque os dois já respondem pelo crime de ocultação de cadáver desde julho de 2022.

Amarildo e Jefferson, junto com Oseney da Costa de Oliveira, o “Dos Santos”, preso pela Polícia Federal em 14 de junho de 2022, serão julgados em júri popular e terão que se defender de crimes diferentes.

No caso de Bruno, por homicídio mediante emboscada e por motivo torpe, ou seja, considerado imoral e repugnante. Já no caso de Dom, por homicídio mediante emboscada e para assegurar a impunidade do assassinato.

Em uma outra investigação, que está sob sigilo e em fase de diligências finais, o Ministério Público pretende identificar os possíveis mandantes dos assassinatos.

Relembre o caso

Bruno Pereira e Dom Philips foram assassinados no dia 5 de junho de 2022 na Terra Indígena Vale do Javari.

O crime ocorreu na zona rural do município amazonense de Atalaia do Norte, uma das maiores reservas de indígenas em isolamento voluntário do mundo.

Dom escrevia um livro sobre a preservação da Floresta Amazônica e Bruno o acompanhava em encontros e entrevistas com lideranças locais.

Bruno Pereira era um dos maiores especialistas em indígenas em isolamento voluntário do Brasil. Era servidor de carreira da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) e trabalhava como consultor para a União das Organizações Indígenas do Vale do Javari (Univaja).

Por seu trabalho, o indigenista sofria ameaças constantes de garimpeiros, madeireiros e pescadores ilegais.

Dom Phillips era um jornalista inglês veterano que trabalhou em veículos de imprensa como Washington Post, The New York Times e Financial Times. Na época do crime, colaborava para o jornal inglês The Guardian.

*Sob supervisão

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados