Home » Chanceler do Egito diz estar esperançoso por acordo de cessar-fogo em Gaza antes do Ramadã | CNN Brasil

Chanceler do Egito diz estar esperançoso por acordo de cessar-fogo em Gaza antes do Ramadã | CNN Brasil

por marianacatacci
0 Comente
chanceler-do-egito-diz-estar-esperancoso-por-acordo-de-cessar-fogo-em-gaza-antes-do-ramada-|-cnn-brasil

O ministro das Relações Exteriores do Egito disse nesta sexta-feira (1º) que o Cairo está esperançoso de que as negociações iniciadas pelo Catar possam chegar a um acordo sobre um cessar-fogo em Gaza antes do início do mês de jejum muçulmano do Ramadã.

As negociações sobre trégua em Gaza estão sendo realizadas em Paris desde a semana passada, no que parece ser o esforço mais sério das últimas semanas para interromper os combates no enclave palestino entre as forças israelenses e os combatentes do Hamas e garantir a libertação de reféns israelenses e estrangeiros.

“Posso dizer que chegamos a um ponto de entendimento, mas ainda faremos todos os esforços com nossos irmãos do Catar, dos Estados Unidos e de outros países próximos às negociações. Temos esperança de que possamos chegar a uma cessação das hostilidades e à troca de reféns”, disse o ministro Sameh Shoukry no Fórum Diplomático de Antália, na Turquia.

“Todos reconhecem que temos um limite de tempo para sermos bem-sucedidos antes do início do Ramadã”, afirmou ele.

Um acordo proposto a partir do início do Ramadã, em 10 e 11 de março, inclui uma pausa de 40 dias em todas as operações militares e a troca de prisioneiros palestinos por reféns israelenses em uma proporção de 10 para um, disse à Reuters uma fonte sênior próxima às negociações na terça-feira (27).

“Continuaremos a nos esforçar em colaboração com as Nações Unidas e com nossos parceiros para aliviar o sofrimento do povo de Gaza e aumentar o nível (de ajuda). Na prática, isso não pode acontecer sem a cessação das hostilidades”, disse Shoukry.

O ministro palestino das Relações Exteriores, Riyad al-Malki, falando no mesmo painel que Shoukry, afirmou que Israel não anunciará um cessar-fogo a menos que pressão internacional seja imposta ao governo do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

“Se não conseguirmos chegar a um cessar-fogo nas próximas duas ou três semanas, é evidente que veremos outra rodada de ataques a Rafah e a continuação de um genocídio”, disse ele.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados