Home » Debate sobre aborto vira munição de Lira contra Nísia

Debate sobre aborto vira munição de Lira contra Nísia

por Agora Noticias Brasil
0 Comente
debate-sobre-aborto-vira-municao-de-lira-contra-nisia

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, se reuniu nesta quinta-feira (29) com a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). O encontro aconteceu horas antes de o Ministério da Saúde ter suspenso nota técnica sobre o aborto.

A agenda já estava prevista, mas foi antecipada após a publicação da nota técnica que causou polêmica na Câmara dos Deputados e acabou suspensa pela pasta.

No encontro com a cúpula da Igreja Católica, Lira fez questão de reafirmar sua posição contrária ao que defendia a pasta comandada por Nísia Trindade sobre o aborto.

Segundo relatos de aliados, o parlamentar teria se comprometido a dar atenção às pautas que envolvem esse tipo de assunto.

A reunião foi promovida por deputados federais, como Simone Marquetto (MDB-SP), que fizeram um pedido: acelerar a tramitação do projeto de lei que trata do estatuto do nascituro.

  • Irregular e com pichações, Ferrari “esquecida” por dono é guinchada
  • Moraes vota para condenar mais 15 réus pelos ataques de 8 de janeiro
  • Novo Código Eleitoral estabelece mandato de 10 anos para senadores; entenda

A proposta prevê revogar a atual autorização para a interrupção da gravidez em três situações: estupro, risco de vida para a gestante e casos de fetos anencéfalos.

O regime de urgência da proposta já tem apoio suficiente de deputados federais, mas cabe a Lira decidir pautar o assunto no plenário da Casa Legislativa.

Segundo apurou a CNN, o argumento utilizado por deputados federais para que Lira promovesse a reunião era de que uma vinculação dele com a pauta católica é importante junto ao seu eleitorado conservador em Alagoas.

A polêmica envolvendo a nota técnica do governo federal vem na esteira de uma insatisfação do próprio presidente da Câmara dos Deputados sobre o Ministério da Saúde.

A pasta é uma das que têm sofrido maior pressão na Esplanada dos Ministérios para a liberação de emendas. E é também um dos alvos de cobiça do bloco do centrão por cargos no governo federal.

Ainda na transição de governo, o bloco do centrão pressionou Lula para que nomeasse um indicado para o Ministério da Saúde.

Lula, no entanto, até para fazer um contraponto a Jair Bolsonaro, decidiu nomear uma técnica. Nísia é pesquisadora e foi presidente da Fundação Oswaldo Cruz entre 2017 e 2022.

Mesmo diante da suspensão da nota técnica, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não pretende trocar Nísia Trindade do comando do Ministério da Saúde, segundo assessores que conversaram com o petista nas últimas horas.

O presidente reafirma confiança na ministra. E ressalta que as credenciais dela garantem a permanência no posto.

No Palácio do Planalto, o discurso é de que quanto mais o bloco do centrão tentar desgastar a imagem da ministra, maior é a garantia de permanência dela.

Até porque a saída de Nísia seria uma demonstração de fraqueza do presidente, que seria acusado de ter cedido à pressão do Congresso Nacional.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados