Home » Declaração de Lula sobre Israel gera repercussão internacional

Declaração de Lula sobre Israel gera repercussão internacional

por Agora Noticias Brasil
0 Comente
declaracao-de-lula-sobre-israel-gera-repercussao-internacional

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta quinta-feira (15), não encontrar “nenhuma explicação” para o comportamento de Israel na guerra contra o Hamas, na Faixa de Gaza.

“Não tem nenhuma explicação o comportamento de Israel, a pretexto de derrotar o Hamas, está matando mulheres e crianças – coisa jamais vista em qualquer guerra que eu tenha conhecimento”, disse.

A declaração foi feita à imprensa, ao lado do presidente do Egito, Abdul Fatah Al-Sisi, após reunião entre os líderes na capital egípcia do Cairo

Antes de criticar as ações israelenses, Lula também condenou os ataques do Hamas contra Israel em 7 de outubro.

Na abertura de sua fala, o presidente pontuou que, após a reunião com Al-Sisi e a assinatura de uma série de acordos bilaterais entre Egito e Brasil, “deveríamos estar falando do aumento da produção de alimentos, crescimento econômico, distribuição de renda e nós estamos falando em guerras”.

“Israel tem primazia de não cumprir decisão da ONU”, diz Lula
O presidente ainda gastou parte considerável do tempo de seu discurso com críticas à ONU e a estrutura atual de seu Conselho de Segurança.

Lula disse não encontrar explicação para o fato das Nações Unidas não terem força para evitar guerras, como a em Gaza e a entre Rússia e Ucrânia.

“O Conselho de Segurança não pode fazer nada na guerra entre Israel e Faixa de Gaza. A única coisa que se pode fazer é pedir paz pela imprensa, mas que me parece que Israel tem a primazia de descumprir, ou melhor, de não cumprir nenhuma decisão emanada da direção das Nações Unidas”, disse Lula.

O presidente diz estar empenhado e que espera contar com o apoio do Egito “para que a gente consiga fazer as mudanças necessárias nos órgãos de governança global”.

“É preciso que tenha outros países da África, outros países da América Latina”, afirmou.

“É preciso acabar com o direito de veto dos países, e é preciso que os membros do Conselho de Segurança sejam atores pacifistas, não atores que fomentam a guerra”, completou.

 

 

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados