Home » Governo não indica diretores a fundo de R$ 8 bi e Tarcísio herda vagas

Governo não indica diretores a fundo de R$ 8 bi e Tarcísio herda vagas

por Agora Noticias Brasil
0 Comente
governo-nao-indica-diretores-a-fundo-de-r$-8-bi-e-tarcisio-herda-vagas

O governo federal preferiu não indicar representantes para os conselhos deliberativo e fiscal da Fundação Rede Ferroviária de Seguridade Social (Refer), um fundo que administra aproximadamente R$ 8 bilhões. Com isso, as vagas serão preenchidas por indicações do governo de São Paulo, do opositor Tarcísio de Freitas.

A Refer é um fundo de pensão criado em 1979 para atender os funcionários federais da rede ferroviária, que, com a extinção da RFFSA, foram absorvidos pela Valec. O fundo também conta com ex-empregados das companhias de trens urbanos e metropolitanos do Brasil (CBTU), São Paulo (CTPM), do Ceará (Metrofor), do Rio de Janeiro (RioTrilhos), da Bahia (CTB) e da Companhia Estadual de Transportes e Logística (Central).

  • Haddad defende fortalecer a construção civil e ampliar o crédito
  • INSS: governo começa a pagar 13º de aposentados e pensionistas

Em 13 de março, o presidente da Refer, Ronaldo Magalhães, enviou uma carta ao secretário-executivo do Ministério dos Transportes, George Santoro, informando que o mandato dos atuais diretores indicados pela pasta havia se encerrado em 1ª de janeiro e que o governo deveria sinalizar novos nomes.

Um mês depois, sem ter resposta, Magalhães enviou outra notificação, dando o prazo para que os nomes fossem indicados até o dia 15 de abril Caso contrário, as vagas seriam preenchidas por nomes escolhidos pela entidade seguinte a ter direito de indicação, no caso, a CTPM, do governador Tarcísio de Freitas, que foi ministro da Infraestrutura durante o governo de Jair Bolsonaro. Novamente, não houve resposta.

“Como não houve manifestação do Ministério dos Transportes até o dia 15 de abril interpreta-se que a União absteve-se do direito destas indicações. A Fundação encaminhou uma carta à CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) — terceira patrocinadora para designação dos respectivos Conselhos”, disse a Refer em nota.

Procurado, o Ministério dos Transportes informou que “tendo em vista a inexistência de servidores ativos da pasta vinculado ao fundo, entendeu, tecnicamente, não haver sentido em indicar servidores aposentados desconhecidos da atual gestão para exercer a função, deixando a critério da governança da entidade o melhor procedimento”.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados