Home » Março Azul; mês de conscientização ao câncer colorretal | Gazeta Digital

Março Azul; mês de conscientização ao câncer colorretal | Gazeta Digital

por Gazeta Digital
0 Comente
marco-azul;-mes-de-conscientizacao-ao-cancer-colorretal-|-gazeta-digital

O câncer colorretal, também conhecido como câncer de cólon e reto ou câncer intestinal, é uma das principais causas de morte por neoplasia no mundo. É uma doença caracterizada pelas mudanças no funcionamento do intestino, como a constipação, cólicas e dores abdominais, mudanças na aparência das fezes, anemia e fadiga. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), por ano são diagnosticados em torno de 1,8 milhão de novos casos, com cerca de 800 mil mortes em decorrência da doença. No Brasil, são mais de 150 mil casos por ano.

Uma informação extremamente importante é que uma boa parte dos tumores colorretais podem ser evitados. Por isso, a OMS criou a campanha Março Azul, para acender um sinal de alerta à população sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer.

É importante ressaltar que a prevenção é valiosa para a abordagem desse tipo de câncer. Deve conhecer o histórico familiar de casos de doenças no intestino, e estar atentos aos hábitos intestinais e ir ao banheiro de forma regular com fezes de consistência macia, além de manter uma dieta balanceada com ingestão de frutas, verduras, de legumes, grãos integrais e pobre em gorduras, carne vermelhas e alimentos embutidos. Os alimentos processados ricos em açúcar não contribuem para o bom funcionamento intestinal. A atividade física tem um papel de destaque neste processo. Pessoas que se exercitam regularmente têm um risco menor de desenvolver o câncer colorretal, como comprovado por vários estudos. O controle de peso é outro aspecto fundamental. Sabe-se que a obesidade aumenta a predisposição para o câncer colorretal.

Os principais fatores de risco relacionado ao desencvolvimentk do câncer de colorretal são: idade acima de 50 anos; história familiar de câncer de intestino; organismo pobre em fibras; ingestão excessiva de carnes vermelhas e carnes processadas, como salsicha, mortadela, linguiça, presunto, salame, bacon, peito de peru, etc.

Os sintomas dependem da localização do câncer colorretal. O câncer localizado no colon direito, os sintomas mais frequentes são diarreias, anemia e massa palpável. Aquele do colon esquerdo apresenta constipação e sintomas de obstrução intestinal. Já o câncer do reto, os sintomas são sensação de evacuação incompleta, fezes com sangue, muco e em afinaladas.

É importante realizar exames preventivos para a detecção precoce da neoplasia colorretal. A idade recomendável para esse tipo de rastreamento é de 45 anos, mesmo na ausência de sintomas, tanto para homens e mulheres.

A avaliação preventiva é feita através de um exame chamado colonoscopia que é indicado para prevenção, diagnóstico e também para o tratamento precoce de lesões intestinais, as quais chamamos de pólipos. Durante ao exame, os pólipos lesões pré cancerígenas são removidas utilizando-se instrumentos inseridos através do colonoscópio. Assim, evitando um câncer de intestino no futuro. Outras lesões maiores são feitas biópsias destas e após devem ser removidas cirurgicamente de forma eletiva.

Fernanda Barros é médica especialista em coloproctologia em Cuiabá – CRM-MT 7865

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados