Home » Nova alíquota com reforma tributária deve chegar a até 27,3%

Nova alíquota com reforma tributária deve chegar a até 27,3%

por Agora Noticias Brasil
0 Comente
nova-aliquota-com-reforma-tributaria-deve-chegar-a-ate-27,3%

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, entregou, nesta quinta-feira (25), o primeiro projeto de regulamentação da reforma tributária à Câmara dos Deputados. A proposta apresentada trata das regras gerais de aplicação dos novos tributos: a Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS), que é federal; o Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), de estados e municípios; e o Imposto Seletivo (IS).

Em rápida entrevista após a entrega do texto ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), o secretário extraordinário da Reforma Tributária, Bernard Appy, disse que pelo desenho do projeto de lei, a alíquota do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) que substituirá os atuais tributos federais e estaduais deve variar de 25,7% a 27,3%, com média de 26,5%.

  • Projeto que amplia punições para cambistas é aprovado na Câmara
  • Veterinários, personal trainers e contadores: veja quais profissionais vão pagar menos impostos
  • Projeções mostram que Argentina está rumo à inflação de um dígito; entenda

O ministro e o secretário evitaram entrar em detalhes e limitaram-se a dizer que o texto do primeiro projeto de regulamentação da reforma será esmiuçado nesta quinta, durante entrevista coletiva.

Haddad observou também que o texto do projeto de regulamentação da reforma tributária entraria ainda nesta quinta à noite no sistema da Câmara para facilitar o acesso dos parlamentares à proposta. A proposta entregue no Congresso tem cerca de 500 artigos e 300 páginas.

– Ele é grande, porque trata de questões muito específicas, de transição, como se calcula. Mas a regra básica, na verdade, é relativamente pequena. O texto que 99% das empresas precisarão conhecer é bastante curto – afirmou Appy, no início desta semana.

Segundo pontuou o ministro, o projeto de regulamentação traz a solução para um dos “emaranhados” problemas brasileiros, que é o sistema tributário, hoje entre os dez piores do mundo. Em nota, o Ministério da Fazenda destacou que o projeto de lei complementar (PLP) entregue ao Congresso contém a maior parte das regras que regulamentam a reforma tributária sobre o consumo.

*AE

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados