Home » Partido da extrema direita de Portugal chama de “vergonha“ proposta de reparação sobre escravidão | CNN Brasil

Partido da extrema direita de Portugal chama de “vergonha“ proposta de reparação sobre escravidão | CNN Brasil

por derlacardoso
0 Comente
partido-da-extrema-direita-de-portugal-chama-de-“vergonha“-proposta-de-reparacao-sobre-escravidao-|-cnn-brasil

O partido de extrema direita Chega, de Portugal, chamou de “vergonha” a proposta de reparação aos danos causados pela escravidão feita pelo presidente Marcelo Rebelo de Sousa, na terça-feira (23).

Em uma postagem no X, antigo Twitter, o partido ainda afirmou que se houvesse como pediria a destituição do líder português pelos comentários a respeito do assunto.

Vergonha! Se houvesse forma de destituir o Presidente da República Portuguesa neste momento, o CHEGA fá-lo-ia! #CHEGA pic.twitter.com/fbkLtDoKhb

— Partido CHEGA ???????? (@PartidoCHEGA) April 24, 2024

Na terça-feira (23), o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, disse que Portugal foi responsável por crimes cometidos durante a escravidão transatlântica e a era colonial, e sugeriu a necessidade de reparações.

Falando em um evento com correspondentes estrangeiros, Rebelo de Sousa disse que Portugal “assume total responsabilidade” pelos erros do passado e que esses crimes, incluindo massacres coloniais, tiveram “custos”.

“Temos que pagar os custos”, afirmou ele. “Há ações que não foram punidas e os responsáveis não foram presos? Há bens que foram saqueados e não foram devolvidos? Vamos ver como podemos reparar isso.”

A ideia de pagar reparações ou tomar outras medidas pela escravidão transatlântica vem ganhando força em todo o mundo, incluindo esforços para estabelecer um tribunal especial sobre a questão.

Durante mais de quatro séculos, pelo menos 12,5 milhões de africanos foram sequestrados, transportados à força por longas distâncias, principalmente por navios e comerciantes europeus, e vendidos como escravos.

Aqueles que sobreviviam à viagem acabavam trabalhando em plantações nas Américas, principalmente no Brasil e no Caribe, enquanto outros lucravam com seu trabalho.

Portugal traficou quase 6 milhões de africanos, mais do que qualquer outra nação europeia, mas até agora não conseguiu confrontar seu passado e pouco se ensina sobre seu papel na escravidão transatlântica nas escolas.

Ativistas afirmam que as reparações e as políticas públicas para combater as desigualdades causadas pelo passado de Portugal, incluindo o racismo sistêmico, são essenciais.

***Com informações de Reuters. 

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados