Home » PF garante segurança de filha de presidente da Colômbia durante intercâmbio no Brasil

PF garante segurança de filha de presidente da Colômbia durante intercâmbio no Brasil

por Agora Noticias Brasil
0 Comente
pf-garante-seguranca-de-filha-de-presidente-da-colombia-durante-intercambio-no-brasil

A Polícia Federal brasileira fará a segurança de Sofía Petro Alcocer, filha do presidente da Colômbia, Gustavo Petro, durante sua estada de cinco meses no Brasil para a realização de um intercâmbio estudantil.

Sofia estudará entre 26 de fevereiro e 2 de julho na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP), e a Embaixada da Colômbia requisitou segurança desde sua chegada ao país, o que aconteceu em 3 de fevereiro.

A estudante veio acompanhada da mãe, a primeira-dama Verónica Alcocer Garcia, que permaneceu no país até 8 de fevereiro, período em que também recebeu segurança do Estado brasileiro.

O pedido de segurança foi feito pela embaixada colombiana ao Ministério de Relações Exteriores brasileiro, que demandou o serviço à Polícia Federal em 1º de fevereiro.

Presidente colombiano, Gustavo Petro, durante discurso em evento no dia 9 de maio de 2023 — Foto: Luisa Gonzalez/REUTERS

Presidente colombiano, Gustavo Petro, durante discurso em evento no dia 9 de maio de 2023 — Foto: Luisa Gonzalez/REUTERS

Agentes de diferentes partes do país serão selecionados para a escala de cinco meses de segurança. Como a demanda foi feita pouco antes da chegada das colombianas ao Brasil, a PF destacou agentes da capital paulista para os primeiros dias de operação, e prepara um recrutamento para dar conta do restante do período.

  • Mendonça marca audiência para discutir interrupção de acordos da Lava Jato
  • Equívoco lamentável: Lula se baseia em dados do Hamas para falar de “humanismo”
  • Superávit histórico na Argentina, economia em recuperação, veja números

O Itamaraty reconheceu, em ofício obtido pela TV Globo, que se trata de estada “em caráter privado”. “Em que pese se tratar de estada no Brasil de caráter privado, não se podem descartar riscos e ameaças potenciais às visitantes”, apontou o órgão no documento.

“É de amplo conhecimento o quadro de violência persistente naquele país [Colômbia], contra o qual o presidente Petro tem buscado implementar nova estratégia de combate à violência cujos resultados vão de encontro aos interesses de atores vinculados a organizações criminosas e grupos armados, inclusive paramilitares, o que poderia ensejar riscos inerentes a um processo dessa natureza”, diz o texto.

Sofía Petro Alcocer, filha do presidente da Colômbia, Gustavo Petro — Foto: Reprodução/Instagram

Sofía Petro Alcocer, filha do presidente da Colômbia, Gustavo Petro — Foto: Reprodução/Instagram

O professor Gustavo Menon, da pós-graduação em Interunidades em América Latina da Universidade de São Paulo (USP) e coordenador de Relações Internacionais da Universidade Católica de Brasília, afirma que o pedido deve atender uma série de princípios para ser aceito.

“Há uma série de diretrizes e princípios que precisam ser observados, como o da razoabilidade”, diz. Ele ainda apontou que, como o custo da operação não foi divulgado, não é possível fazer uma análise plena sobre eventuais excessos relacionados à operação.

A PF disse que não se manifesta sobre proteção a indivíduos por questão de segurança e não confirmou o montante a ser gasto na proteção da filha do presidente colombiano.

“Cabe destacar a importância de uma normatização para regulamentar os recursos e esforços que podem ser dispensados nesse caso”, diz o professor. “O Estado brasileiro, obviamente, deverá assegurar a segurança de todos, obviamente seguindo critérios de razoabilidade e impessoalidade.”

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados