Home » PT aprova retorno de Marta e descarta prévias para vice de Boulos

PT aprova retorno de Marta e descarta prévias para vice de Boulos

por NCTV
0 Comente

São Paulo – A executiva municipal do PT em São Paulo anunciou, nesta terça-feira (16/1), que aceitará a refiliação da ex-prefeita Marta Suplicy e que não realizará prévias para definir a indicação do partido para a vaga de vice na chapa do deputado federal Guilherme Boulos (PSol) na disputa pela Prefeitura da capital paulista.

“A direção [municipal do PT] receberá de bom grado e dará as boas vindas à Marta”, anunciou Laércio Ribeiro, presidente do diretório municipal do PT e um dos coordenadores da campanha de Boulos.

A decisão foi tomada em uma reunião que durou mais de duas horas. De 16 membros da executiva, 12 votaram a favor do retorno de Marta e da não realização de prévias, uma pessoa votou contra, uma se absteve e outras duas não estavam presentes.

“Não haverá prévias, ainda que tenham candidaturas se colocando no processo de disputa. E hoje não temos [as candidaturas]”, disse Laércio.

Segundo Laércio, a indicação de Marta para a vice se enquadra nos três pré-requisitos que o PT busca no posto: que seja, preferencialmente, uma mulher, que tenha experiência com gestão e que possa fazer a “defesa do PT”.

Sem prévias
Um dos defensores da realização de prévias para definir o vice de Boulos, o deputado estadual Eduardo Suplicy, ex-marido de Marta, compareceu à reunião e apresentou algumas sugestões para a campanha.

Ele mudou de ideia em relação às prévias e também passou a acolher o retorno da ex-prefeita após ter conversado pessoalmente com ela nessa segunda (15/1).

“Suplicy entendeu que era necessária a composição harmônica de uma frente ampla capaz de derrotar o bolsonarismo em São Paulo”, afirmou Laércio.

Resistência à candidatura de Marta
O retorno de Marta ao PT também inclui a participação dela em rodas de conversas com as bancadas petistas.

Segundo Laércio, a ação visa “diluir” a resistência da filiação da ex-petista, que deixou o partido em 2015 em meio às investigações da Lava Jato e votou a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Laércio minimizou as críticas de alguns petistas ao retorno de Marta e lembrou que houve um questionamento interno sobre o apoio ao próprio Boulos, inclusive, já que será a primeira vez na história que o PT não terá um nome próprio na disputa à Prefeitura da capital.

Sem data para filiação
Embora o PT já tenha um cronograma pré-estabelecido para que a filiação da ex-prefeita seja feita em fevereiro, o presidente municipal evitou dar uma data específica pela dificuldade em lidar com diversas agendas, em especial, a do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Foi Lula quem fez o convite para que Marta retornasse ao PT, ainda no fim de 2023. Além disso, Marta também precisa enviar o pedido formal de filiação ao partido, que pode ser contestado por qualquer petista.

Para isso, o pedido de impugnação deve ser apresentado até sete dias depois da solicitação para filiação.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados