Home » Recurso de Assange contra extradição aos EUA é questão de vida ou morte, diz esposa | CNN Brasil

Recurso de Assange contra extradição aos EUA é questão de vida ou morte, diz esposa | CNN Brasil

por marianacatacci
0 Comente
recurso-de-assange-contra-extradicao-aos-eua-e-questao-de-vida-ou-morte,-diz-esposa-|-cnn-brasil

A última contestação legal do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, para impedir sua extradição do Reino Unido para os Estados Unidos é uma questão de vida ou morte, disse sua esposa Stella na quinta-feira (15).

Assange, de 52 anos, é procurado pelas autoridades norte-americanas por 18 acusações relacionadas à divulgação pelo WikiLeaks de grandes quantidades de registros militares confidenciais e comunicações diplomáticas dos EUA.

O Reino Unido aprovou sua extradição em 2022, uma decisão que os advogados de Assange lutarão para tentar anular na próxima semana na Alta Corte de Londres.

Em uma entrevista coletiva nesta quinta-feira, Stella Assange disse que seu marido não sobreviveria se fosse para os EUA.

“A saúde dele está em declínio, física e mentalmente”, afirmou ela. “A vida dele está em risco a cada dia que ele permanece na prisão – e se ele for extraditado, ele morrerá.”

Em janeiro de 2021, um juiz determinou que Assange não deveria ser extraditado, pois sua saúde mental significava que ele correria risco de suicídio se fosse mantido em uma prisão de segurança máxima.

A Alta Corte reverteu essa decisão após um recurso das autoridades dos EUA, que deram uma série de garantias sobre o tratamento de Assange.

Stella Assange afirmou que solicitaria uma liminar à Corte Europeia de Direitos Humanos se a tentativa de contestar sua extradição na audiência da próxima semana em Londres fracassar.

O WikiLeaks ganhou destaque pela primeira vez em 2010, quando divulgou centenas de milhares de arquivos confidenciais e comunicações diplomáticas.

Promotores dos EUA dizem que os vazamentos colocaram em risco a vida de seus agentes, mas os apoiadores de Assange argumentam que ele foi vitimado por expor irregularidades dos EUA.

Assange passou sete anos escondido na embaixada do Equador em Londres antes de ser arrastado para fora e preso em 2019 por violar as condições de fiança.

Desde então, ele tem sido mantido em uma prisão de segurança máxima em Londres enquanto seu caso de extradição é decidido.

Questionada sobre os dois filhos do casal, Stella Assange disse que eles não sabiam sobre a luta contra extradição: “Julian e eu protegemos as crianças.”

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados