Home » Tarcísio anuncia 44 mil moradias populares e novas obras no centro

Tarcísio anuncia 44 mil moradias populares e novas obras no centro

por Agora Noticias Brasil
0 Comente
tarcisio-anuncia-44-mil-moradias-populares-e-novas-obras-no-centro

São Paulo — Em um evento que contou com representantes de 231 prefeituras paulistas, o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) se comprometeu, nesta sexta-feira (26/4), a entregar ou iniciar as obras de 268 mil unidades habitacionais até o final de sua gestão, por meio de parcerias com o setor privado.

Tarcísio assinou um decreto que vai possibilitar a construção de 44 mil novas unidades subsidiadas pelo governo do estado. São Paulo investirá cerca de R$ 600 milhões no projeto, para auxiliar incorporadoras a viabilizar os apartamentos, que serão comercializados para famílias que se encaixam em critérios sociais. A proposta é que todas as unidades sejam concluídas até 2030.

Cerca de 6 mil dessas unidades serão no centro da capital, local que vêm recebendo atenção especial do governador, que trabalha pela reeleição do prefeito da capital, Ricardo Nunes (MDB). Nessa região, o governo também pretende fazer benfeitorias como calçadas e praças em áreas próximas aos novos apartamentos, que poderão ser viabilizados por meio de retrofit de prédios abandonados.

 

Por meio de parcerias com o setor privado, que constrói apartamentos com licenciamento próprio, privado, a gestão Tarcísio já entregou 25,3 mil unidades habitacionais no estado e tem 102,3 mil em obras. Com essas novas 44 mil unidades, o total chega, até o momento, a 170,6 mil. O governador prometeu que vai lançar outras 98 mil unidades para conclusão até o fim de sua gestão.

Um dos locais que deve ser transformado em um projeto de moradias populares é o antigo quartel da Polícia Militar do Parque Pedro II, no centro da capital – um imóvel do século 19 que tem parte da área tombada e hoje está abandonado.

O parceiro privado interessado vai criar o projeto e licenciar a obra, e o governo paulista irá subsidiar parte da construção. Os apartamentos subsidiados serão ofertados a compradores que também terão acesso a crédito com juros mais atraentes e, ao término das prestações, ficarão com as unidades, como no mercado comum.

O governo calcula que, com os cerca de R$ 600 milhões investidos no programa, seja capaz de gerar R$ 2,2 bilhões em investimento privado.

O déficit de moradias em São Paulo é de cerca de 465 mil moradias. “Os investimentos feitos no passado foram para que esse número não crescesse. Queremos agora que diminua”, disse o governador.

 

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados