Home » Turnê de Taylor Swift gera crise entre Singapura e vizinhos do Sudeste Asiático | CNN Brasil

Turnê de Taylor Swift gera crise entre Singapura e vizinhos do Sudeste Asiático | CNN Brasil

por Leo Lopes
0 Comente
turne-de-taylor-swift-gera-crise-entre-singapura-e-vizinhos-do-sudeste-asiatico-|-cnn-brasil

Singapura está atraindo fãs de todo o Sudeste Asiático e de outros lugares para a  “The Eras Tour” da cantora Taylor Swift – o que criou um grande incômodo nos vizinhos regionais da cidade-Estado.

A raiva não é dirigida à superestrela, mas ao governo de Singapura por ter fechado um acordo com a organizadora da turnê para garantir a exclusividade na passagem da cantora pela região.

Swift trouxe um lucro inesperado para Singapura – como costuma fazer onde quer que vá – à medida que os fãs compram voos, hospedagem e souvenirs.

Mas os países da região expressaram o seu descontentamento. O legislador filipino Joey Salceda afirmou que acordos exclusivos não são “o que os bons vizinhos fazem”.

O primeiro-ministro Lee Hsien Loong respondeu às críticas nesta terça-feira (5), dizendo que Singapura não estava sendo “hostil” com seus vizinhos ao fazer um acordo com a superestrela.

“[Nossas] agências negociaram um acordo com ela para vir a Singapura e se apresentar e fazer de Singapura sua única parada no Sudeste Asiático”, disse Lee em entrevista coletiva em Melbourne, durante uma visita de Estado à Austrália.

“Certos incentivos foram garantidos a ela e um acordo foi alcançado. Acabou sendo um acordo muito bem sucedido. Não vejo isso como hostil”, acrescentou.

“Se não tivéssemos feito tal acordo, ela teria vindo para mais lugares no Sudeste Asiático? Talvez. Talvez não?”, completou.

Autoridades de Singapura já haviam reconhecido a oferta de um incentivo a Swift. O ministro da cultura do país, Edward Tong, minimizou o tamanho da oferta e, na segunda-feira, disse que “não é preciso e nem tão alto quanto especulado”.

A primeira-ministra da Tailândia, Srettha Thavisin, afirmou durante um fórum de negócios em Bangkok, em 16 de fevereiro, que Singapura pagou a Taylor Swift até US$ 3 milhões por show, sob a condição de exclusividade para se apresentar no país.

A equipe de Swift não comentou a polêmica e não respondeu ao pedido de resposta da CNN.

Tanto a Tailândia quanto as Filipinas viram grandes apresentações musicais internacionais passarem pelo país recentemente e impressionarem os fãs, incluindo o Coldplay.

Fãs do Sudeste Asiático se esforçam para ver Taylor

A “The Eras Tour” é uma extravagância multicontinental que se tornou a turnê de maior bilheteria de todos os tempos – e Swift está garantindo muito dinheiro para Singapura.

Swift tocará seis noites esgotadas para 300 mil fãs em Singapura, onde 70% dos espectadores vêm do exterior e gastam até US$ 370 milhões na cidade-Estado, segundo estimativas de um economista do Maybank.

Entre 1º e 9 de março, quando Swift está na cidade, os voos com destino a Singapura aumentaram 186% e as reservas de hospedagem quase quintuplicaram, de acordo com Edmund Ong, gerente-geral da plataforma de viagens Trip.com.

Estes eventos musicais globais de grande escala são uma bênção para os serviços relacionados com viagens de Singapura, que podem representar até 10% do seu PIB, escreveu Yun Liu, economista da ASEAN do HSBC, em uma análise recente.

As fãs filipinas Errol De Asis, Gilliane Granada, Christel Kaye Kuan e Yedda Mendoza foram a Singapura para turnê de Taylor Swift.
As fãs filipinas Errol De Asis, Gilliane Granada, Christel Kaye Kuan e Yedda Mendoza foram a Singapura para turnê de Taylor Swift. / CNN

Fãs das Filipinas, Tailândia, China e outros países da região gastaram milhares em shows e ingressos de avião para assistir à apresentação de Swift, além de tudo o que for necessário para completar a experiência com vestidos de lantejoulas e fantasias temáticas.

Para muitos fãs filipinos, viajar para Singapura pode ser um gasto enorme. O PIB per capita nas Filipinas é de cerca de 3.500 dólares por ano, segundo o Banco Mundial.

Em comparação, Singapura é um dos lugares mais ricos do mundo, onde uma pessoa média ganha mais de 23 vezes mais, com um PIB per capita de US$ 83 mil.

A fã filipina Charlyn Suizo está entre aqueles em peregrinação para assistir Swift, esbanjando tudo para uma extravagância única na vida.

“Este é o maior valor que gastei em um show. Eu nunca gastei grandes quantias de seis dígitos (peso filipino) para outra pessoa, apenas para Taylor Swift”, disse Suizo.

A moeda de Singapura é uma das mais fortes da Ásia, tornando tudo relativamente caro para os viajantes dos mercados emergentes da região.

Gilliane Granada, 24 anos, que viajou das Filipinas com outros três amigos, disse que embora seja mais caro para eles irem a Singapura para o show, faz sentido realizá-lo na cidade-Estado.

“Não acho que teríamos um local grande o suficiente para acomodar ela, seu palco, sua produção e tudo mais. Então, acho que essa é provavelmente uma das razões pelas quais decidiram tê-lo aqui em Singapura, porque é um grande estádio”, disse Granada.

Sua amiga, Christel Kaye Kuan, 25 anos, disse que todos gastaram cerca de US$ 2 mil em passagens, voos e acomodação para a viagem, e acrescentou que pelo menos conseguiram transformar isso em sua primeira viagem internacional como amigos.

Isso representa cerca de seis vezes o salário médio mensal nacional nas Filipinas, com base nos dados mais recentes do censo governamental.

Mas tudo vale a pena “porque veremos a Taylor”.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

inglês

versão original

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados