Home » Universidade Estadual do Ceará anula questão do vestibular após ser acusada de apresentar conteúdo antissemita | CNN Brasil

Universidade Estadual do Ceará anula questão do vestibular após ser acusada de apresentar conteúdo antissemita | CNN Brasil

por RIGUE
0 Comente
universidade-estadual-do-ceara-anula-questao-do-vestibular-apos-ser-acusada-de-apresentar-conteudo-antissemita-|-cnn-brasil

A Universidade Estadual do Ceará (Uece) anulou uma questão acusada de apresentar conteúdo antissemita da prova de História da primeira fase do vestibular 2024.2, que aconteceu no domingo (28).

No enunciado da questão desconsiderada, é apresentado um trecho retirado do livro “Inferno: O mundo em guerra 1939-1945”, de Max Hastings. O texto diz que grande parte dos cidadãos que viviam nos países que integraram a Segunda Guerra Mundial sofreram variadas consequências, mas que o conflito armado, segundo historiadores, “deve ser entendido como uma experiência humana que mudou a vida de centenas de milhões de pessoas, entre elas muitas que jamais viram um campo de batalha.”

Para responder a questão, havia três itens que deveriam ser analisados, considerando o que se afirmava “a respeito dos custos humanos na Segunda Guerra Mundial”.

A alternativa correta, no entanto, era a que apontava que “o extermínio dos judeus foi uma decisão antieconômica na medida em que sua mão de obra escrava poderia ter sido mais bem explorada pelos alemães.”

Universidade Estadual do Ceará anula questão do vestibular após ser acusada de apresentar conteúdo antissemita / Reprodução

Em nota, a Uece informou que após análise na elaboração da questão, a Comissão Executiva de Vestibular (CEV) “constatou inconsistência na elaboração dessa questão”, e após consulta da banca que elaborou a prova “concluiu que os itens propostos para análise deixam margem para diversas interpretações e, portanto, nenhuma dessas respostas correspondem à realidade.”

A Confederação Israelita no Brasil (CONIB) se pronunciou em nota oficial sobre o assunto. No comunicado, a Confederação relata que a questão “ofende e desumaniza, de forma flagrante e irreparável, a memória das vítimas do Holocausto, na medida em que normaliza as atrocidades cometidas contra o povo judeu pelo regime nazista e aplica um cálculo de custo-benefício para avaliar o genocídio de 6 milhões de pessoas.”

No posicionamento, a CONIB informa que, com a Sociedade Israelita do Ceará, irão notificar a Uece e o Ministério Público do Ceará, uma vez que a situação pode configurar ato ilícito ou improbidade administrativa.

Segundo a Uece, outras duas questões da mesma prova estão em análise pela CEV, sendo elas a de número 27, também da disciplina de História, e a 35, pertencente à Geografia.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados