Home » ‘Vamos monitorar qualquer ato que ameace os Poderes’, diz Cappelli sobre 8 de Janeiro

‘Vamos monitorar qualquer ato que ameace os Poderes’, diz Cappelli sobre 8 de Janeiro

por NCTV
0 Comente

O secretário-executivo do Ministério da Justiça, Ricardo Cappelli, afirmou nesta terça-feira, 26, que a pasta vai monitorar “qualquer ato que ameace os Poderes”.

A afirmação, feita a jornalistas em Brasília, ocorre após uma reunião entre chefes das seguranças do Executivo, Legislativo e Judiciário a respeito do planejamento de ato no próximo 8 de Janeiro, data que completa um ano das invasões e depredações aos prédios do Palácio da Alvorada, do Congresso Nacional e do STF (Supremo Tribunal Federal). “A gente tem monitorado ameaças e ataques às instituições democráticas, mas até o momento não há nada que preocupe. Acontecerão reuniões técnicas daqui até o dia 4 [de janeiro]. No dia 4, às 10h da manhã nós voltamos a ter o CIOB [Centro Integrado de Operações de Brasília] para fechar o planejamento e assinar o Plano de Ações Integradas, que vai definir exatamente qual a responsabilidade de cada um para a segurança do ato do dia 8”, disse Cappelli. Segundo ele, até o momento, não há previsão de fechamento da Esplanada dos Ministérios, e a avenida Presidente José Sarney deve ser bloqueada para a realização do ato.

“A Polícia Rodoviária Federal está também de prontidão, em sintonia com a ANTT [Agência Nacional de Transportes Terrestres], e vai, daqui ao dia 8, monitorar qualquer movimentação atípica relacionada a atos que ameacem os Poderes. Volto a dizer que o Brasil é um país livre e democrático, as manifestações são sempre bem vindas e próprias da democracia. O que nós vamos monitorar são iniciativas que atentem contra os poderes constituídos”, continuou. Segundo o secretário-executivo, a reunião desta terça contou com representantes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Natural, Secretaria Nacional de Segurança Pública, segurança da sede Três Poderes e do Gabinete de Segurança Institucional na construção de um plano integrado de ações de segurança para o ato.

Capelli adiantou que o evento deve ocorrer no Salão Negro do Senado, às 15 horas, e contará com a presença dos chefes do Executivo, Legislativo e Judiciário, deputados, senadores, ministros, presidentes dos Tribunais de Justiça dos Estados, os presidentes das Assembleias Legislativas, os governadores de Estados e representantes da sociedade civil. “Será momento de festa e celebração democrática, celebrar a democracia revigorada após os atos inaceitáveis do dia 8 de janeiro de 2023”, finalizou o secretário-executivo do Ministério da Justiça.

Créditos: Jovem Pan

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados