Home » Zelensky diz que Donald Trump não entende os objetivos de Putin | CNN Brasil

Zelensky diz que Donald Trump não entende os objetivos de Putin | CNN Brasil

por Celio Galvao
0 Comente
zelensky-diz-que-donald-trump-nao-entende-os-objetivos-de-putin-|-cnn-brasil

O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, será “contra os americanos” se ele optar por apoiar a Rússia sobre a Ucrânia, disse o presidente do país, Volodymyr Zelensky, neste domingo (25).

Falando com Kaitlan Collins da CNN em Kiev, Zelensky disse que “não pode entender como Donald Trump pode estar do lado de (presidente russo Vladimir) Putin.”

“É inacreditável”, acrescentou.

Trump, que está prestes a se tornar o candidato presidencial republicano depois de vencer a primária republicana da Carolina do Sul, no passado se recusou a dizer se quer que a Rússia ou a Ucrânia vençam a guerra.

Zelensky disse acreditar que Trump – que também afirmou que terminaria o conflito em um dia se eleito – não entendeu os objetivos de Putin.

“Eu acho que Donald Trump não conhece Putin”, disse Zelensky. “Eu sei que ele o conheceu… mas ele nunca lutou com Putin. (O) Exército americano nunca lutou com o exército da Rússia. Nunca… eu tenho um melhor entendimento”, disse ele.

“Acho que ele não entende que Putin nunca vai parar”, disse ele.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky / Theodore Manolopoulos/Assessoria de Imprensa da Presidência Grega/Divulgação via Reuters

Zelensky disse à CNN que a Rússia está gastando “bilhões” na disseminação de informações falsas sobre a guerra, e que tem tido sucesso em usar a desinformação como uma arma – e em influenciar o debate nos EUA.

“Fiquei surpreso que eles são fortes mesmo nos Estados Unidos, na UE (União Europeia), em todo o mundo. Eles colocaram muito dinheiro para isso”, disse ele.

Aumentar o número de vítimas ucranianas é apenas um exemplo de como a Rússia está espalhando falsas narrativas, disse o presidente. Mais cedo no domingo, Zelensky revelou pela primeira vez o número de soldados ucranianos mortos no conflito até agora: 31.000.

Ele disse que era importante compartilhar o número porque “já tivemos o suficiente das mentiras”, acrescentando que até mesmo alguns políticos dos EUA têm compartilhado números amplamente imprecisos.

A CNN não pode verificar independentemente os números. A guerra na Ucrânia completou dois anos no fim de semana. Autoridades norte-americanas estimam que cerca de 70 mil soldados foram mortos e quase o dobro desse número de feridos.

Cemitério na vila de Lozuvatka, na região de Dnipropetrovsk, Ucrânia / 22/01/2024 REUTERS/Alina Smutko

A Ucrânia teve um início de ano difícil. Sofreu uma grande derrota no começo deste mês, quando as tropas ucranianas se retiraram de Avdiivka, uma cidade do leste que mantiveram por uma década.

Zelensky e outras autoridades ucranianas e ocidentais disseram que Avdiivka foi perdido porque as tropas não tinham munição suficiente para defendê-la.

No entanto, apesar das terríveis consequências dessa escassez, o Congresso dos EUA continua a paralisar o pacote de ajuda militar de US$ 60 bilhões do presidente Joe Biden para a Ucrânia.

Zelensky disse que, sem a ajuda dos EUA, a Ucrânia terá dificuldade em se defender este ano.

“As pessoas estarão preparadas, mas as munições não estarão preparadas e as brigadas não estarão prontas… não só para a nossa contraofensiva, eles não estarão prontos para defender, para permanecer forte. Será muito difícil”, disse ele.

O momento é crucial, como Zelensky disse no início do domingo que a Rússia poderia tentar uma nova ofensiva já no final de maio.

Foguete atinge região em Kharkiv, na Ucrânia / Pavlo Pakhomenko/NurPhoto via Getty Images

O novo chefe do exército da Ucrânia, Oleksandr Syrskyi, está atualmente elaborando duas versões de um plano, disse ele. Se Kiev receber a ajuda dos EUA, será capaz de começar a lutar contra a Rússia. Se não conseguir, terá que se concentrar apenas em defender.

Zelensky disse que falou com o presidente da Câmara, Mike Johnson, sobre o pacote de ajuda e estava se sentindo otimista após essa conversa.

“Ele disse que fará tudo para apoiar a Ucrânia, e ele está do nosso lado, e ele entende o quão heroico é o nosso povo, nossos soldados e civis (são)”, disse ele.

Zelensky acrescentou que, embora entenda que os EUA estão se encaminhando para eleições, ele espera que um acordo possa ser alcançado.

“Se eles mudarem de ideia, é um grande problema para nós”, disse ele.

“Eu perguntei ao Presidente (Biden)… ‘por favor, presidente, peço-lhe que me ajude e ajude o povo ucraniano… por favor, reúnam-se uns com os outros, democratas e republicanos, e por favor, pode ter um acordo?’” disse ele.

Questionado por Collins sobre uma afirmação feita pelo senador norte-americano JD Vance de que o resultado da guerra não mudará mesmo que a Ucrânia receba o dinheiro, Zelensky disse que Vance “não entende o que está acontecendo aqui.”

“Entender isso é vir para a linha de frente para ver o que está acontecendo… sem esse apoio. E ele vai entender que milhões de pessoas serão mortas”, acrescentou.

“Ele não entende, é claro. Deus abençoe você não ter a guerra em seu território.”

Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

versão original

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

Nossa Casa TV © Todos direitos reservados